Logo topo

    Terça, 16 Abril 2019 17:30

    Buracos e período chuvoso. Não mera coincidência.

    Escrito por José Eugênio Rocha

    Compartilhada pelos políticos/homens públicos e seus eleitores, prevaleceu ao longa da história de São Gotardo, uma insana mentalidade, um atentado aos princípios mais elementares da lógica e do bom senso: o permanente menosprezo pela construção de Redes Pluviais nas ruas e bairros da cidade. Imperava até o início desta década o discurso comum: Rede pluvial(obra que ninguém via) não dá voto; é melhor ir logo asfaltando, aí, tudo fica mais bonito de se ver.

    O amargo preço desta insensatez vem sendo quitado em prestações anuais, não por coincidência, exatamente no período chuvoso. Nestas temporadas de muita água escorrendo pelas ruas, entre morros e ladeiras abaixo, pagamos pelos nossos pecados. O manto da ignorância não nos dá o direito de xingar o prefeito atual pela voracidade das enxurradas, e pelas centenas de buracos que ficam em seus rastros. Não, o culpado está na velha cultura de se deixar levar pelo populismo fácil, pela mentalidade de políticos que abrem mão de suas responsabilidades em troca do voto de quem se engana e é enganado.

    Nossa reportagem saiu às ruas para fotografar os estragos da atual temporada de chuvas. Buracos, crateras, vias danificadas se espalham por praticamente todos os bairros da cidade. Eles são resultados diretos, visíveis a olho nu, da ausência de Redes Pluviais na cidade. Além dos inconvenientes que causam a moradores e motoristas, representam um alto custo para os cofres públicos. São os preços da dívida que ano a ano quitamos pelas decisões equivocadas do passado.

     


    No bairro Liberdade, por exemplo, enquanto fotografávamos uma cratera no meio da rua, um morador veio nos mostrar um vídeo que registrava o rio de água suja que passava bem na sua porta, durante uma chuva. Cenas de pavor. Falando em pânico, uma moradora do bairro Águas claras, no distrito de Guardas dos Ferreiros, nos mostrou também um vídeo onde praticamente todas as ruas do bairro( sem rede pluvial) viravam rio, com água invadindo casas, (uma verdadeira lagoa urbana).

    Fizemos uma rápida pesquisa para saber quais os bairros da cidade de São Gotardo não dispunham de Rede Pluvial. A resposta? Praticamente todos. Dos mais antigos, como o Alto da Bela Vista e N. S. de Fátima, até empreendimentos recentes, como o bairro Mansões do Lago e Geraldo Marques. Apenas os bairros Novo Mundo e Saturnino Pereira dispõem de rede pluvial em todas as ruas.

    Ao longo das últimas décadas, dada a gravidade da situação, em algumas ruas constatamos as providenciais Bocas de lobo, principalmente nas partes baixas da cidade.

    Ps. É preciso reconhecer que a partir da atual administração, não se aprovam mais projetos de loteamentos ou abertura de ruas sem projeto e instalação de redes pluviais.

    buracos01

     

     

    loading...
    + Lidas do mês
    São Gotardo tem representante em concurso estadual de beleza
    Orgão municipal vai controlar emissão de Licenças Ambientais
    Acidente de trânsito, Furto, perda de documentos... Como e quando registrar o Boletim de Ocorrências?
    Abandonados pelos donos, Cães de Rua divide opiniões dos moradores

    Encontre-nos

    Edição atual

    jd116 capa

    © 2019 Jornal DAQUI - Todos os direitos reservados.