Logo topo

    Terça, 22 Dezembro 2020 23:21

    TV Digital em São Gotardo. Quando chega?

    Escrito por José Eugênio Rocha

    Alheio aos apelos e alertas sobre a necessidade de se adequar aos novos tempos, a imensa maioria dos telespectadores da cidade ainda não usufrui das maravilhas da Tv Digital. Um sintoma de atraso, pois não. Quem não gostaria de assistir ao seu programa favorito com uma imagem perfeita? Tornar esse desejo realidade depende em boa parte da Prefeitura, pois é sua a responsabilidade de retransmitir os canais até a casa do telespectador que não dispõe de parabólica, ou seja, que utiliza aquela antena tipo 'espinha de peixe' . A atual administração nada fez para se adequar às novas exigências.

    Neste momento importante de troca de gestão, o governo que entra deve avaliar esta demanda que já se arrasta por vários anos: a instalação dos retransmissores de TV aberta digital que, não é compatível com a TV aberta analógica.

    Os sistemas de distribuição de sinal de TV para os municípios do Brasil são feitos através de retransmissores com o sinal de cada rede existente, de acordo com os interesses das emissoras e das prefeituras. As cidades que as redes possuem geradoras de televisão investem em sua própria infraestrutura.

    Muitas geradoras instalam, por seu próprio interesse, retransmissoras em cidades estratégicas para distribuir seu sinal para outros municípios. Estes “outros” municípios por sua vez instalam retransmissores próprios com investimento em equipamento e infraestrutura da própria prefeitura, com a devida autorização da rede de TV que está sendo retransmitida. Normalmente a prefeitura que tem interesse em ter a retransmissão de sinal de TV, procura as redes desejadas para conseguir suporte técnico, autorização e licença de retransmissão junto a ANATEL, bem como especificação dos equipamentos, altura da antena de transmissão potência e melhor local para instalação dos equipamentos que vão “cobrir” com o sinal de televisão aquele município.

    tvDigitalAlém da pouco opção de canais, o sistema de retransmissão da prefeitura utiliza equipamentos já ultrapassados e com décadas de uso. Além da troca dos transmissores e antenas a mudança para o sistema digital depende da instalação de conversores em pelo menos 93% das casas.

    loading...
    + Lidas do mês
    Buglê, um sangotardense no Hall da fama
    Prefeita eleita nomeia novos secretários
    Irmãos Cândido: sinônimo de tradição e inovação
    REALDROGAS completa 40 anos
    Balneário vai ganhar uma Concha acústica para a realização de shows e eventos

    Encontre-nos

    Edição atual

    jd133 capa

    © 2020 Jornal DAQUI - Todos os direitos reservados.