Logo topo

    Sexta, 21 Junho 2019 20:55

    De volta para o passado

    Escrito por Leonardo Camisassa

    Se consultarmos os dicionários veremos que apatia significa um "estado de alma não suscetível de comoção ou interesse; insensibilidade, indiferença." A filosofia, tão denegrida ultimamente, nos diz que apatia é o "estado de insensibilidade emocional ou esmaecimento de todos os sentimentos, alcançado mediante o alargamento da compreensão filosófica."

    Por sua vez e ainda consultando o "pai dos burros", descobrimos que alienação é a redução da capacidade do indivíduo em pensar e agir por conta própria, não existindo interesse em ouvir opiniões alheias e somente se preocupando com aquilo que lhe interessa diretamente.

    Já a psicologia entende a alienação como um processo de despersonalização no qual o sentimento e a consciência da realidade estão fortemente diminuídos.

    Já a teoria econômica cria, para melhor compreensão de uma realidade complexa, a ideia de que os indivíduos agem como se vivessem em uma manada de bois onde a maioria das pessoas seguem, de cabeça baixa e ruminando seus problemas, um boi que vai lá na frente e todos agindo de uma mesma maneira.

    Apatia, alienação, espírito de boiada, infelizmente refletem claramente uma grande parcela da nossa sociedade.

    O Brasil está vivendo uma estranha realidade. Procurei várias maneiras de tentar entender essa realidade e depois de pensar um pouco percebi que quem tem a melhor explicação da nossa realidade faleceu, por mais estranho que pareça, em 1968. Estou falando de Sérgio Porto, vulgo Stanislaw Ponte Preta, um cronista e humorista carioca que criou o Febeapá, o Festival de Besteira que Assola o País. Esse festival, apesar de criado para criticar uma realidade diferente da nossa, se mostra bem moderno.

    Vejamos:

    Cena 1: Dados da Organização Mundial de Saúde apontam o Brasil como o país com maior número de assassinatos por arma de fogo. Em 2016, 43 mil pessoas foram mortas por armas de fogo e, de acordo com a OMS, Brasil, EUA, México, Colômbia, Venezuela e Guatemala são responsáveis por 50,5% do total de mortes por armas de fogo no mundo todo. Diante desse quadro assustador, o atual presidente brasileiro assinou recentemente decreto que amplia o direito de posse e porte de armas para uma série de categorias profissionais.

    Cena 2: O Brasil possui 11,5 milhões de pessoas analfabetas. Desse total, 41,5% são homens com idade entre 25 a 60 homens e 39,7% são mulheres na mesma faixa etária. Considerando que entre 25 e 60 anos é uma faixa de idade na qual as pessoas já tem filhos em idade escolar e considerando a necessidade de aumentar o número de crianças dentro da escola, o governo federal assinou, em abril desse ano, decreto que autoriza o homeschooling, ou educação domiciliar. Nessa modalidade de ensino, os pais, utilizando-se de metodologias próprias, educam os próprios em casa, fora do ambiente de uma escola.

    Cena 3: do total dos 513 deputados eleitos na última eleição no Brasil, 178 deputados são investigados por crimes diversos e vários deles envolvidos em acusação de corrupção. Esse número corresponde a 30% do total dos deputados eleitos. O atual ministro de justiça apresentou a esse congresso, para a devida apreciação e votação, um pacote anticrime.

    Cena 4: O presidente Bolsonaro escolheu como ministra da Agricultura, Tereza Cristina, deputada dos Democratas do Mato Grosso do Sul. Conhecida como a "musa do veneno", nos primeiros 40 dias da gestão de Tereza Cristina no ministério foram liberados 54 novos agrotóxicos. A referida deputada recebeu financiamento na sua campanha eleitoral de grandes empresas produtoras de produtos químicos.

    Cena 5: Em um mundo onde se discute a gravidade da exploração sexual da mulher, o presidente brasileiro afirma que se um turista quiser vir ao Brasil para ter relações sexuais com mulheres está tudo bem. O que não pode acontecer são relações homossexuais.

    Cena 6: Em um mundo onde se discute relações de gênero e as novas formatações familiares, a ministra do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos afirma que as meninas devem se vestir com roupa cor de rosa e os meninos com roupas azuis e se preocupa com o que acontece nos pés de goiaba.

    Cena 7: Com uma taxa de desemprego extremamente elevada, com um empobrecimento do brasileiro aumentando ano a ano, o Brasil apresentando o menor crescimento médio do PIB em 120 anos (isso mesmo, você não leu errado. São 120 anos...), uma capacidade ociosa das empresas por volta dos 40%, o que foi feito a respeito? O horário de verão foi extinto.

    Poderíamos continuar nas cenas 8, 9, 10...

    Diante desse Febeapá, o brasileiro nunca foi tão apático, nunca foi tão alienado como está sendo. O brasileiro não questiona, não enxerga o que está acontecendo. Nos prendemos em discussões inúteis como se a terra é plana ou não, sobre a separação de um ou outro artista de novela... o mundo anda para a frente e nós, estranhamente, estamos andando para trás.

    Stanislaw Ponte Preta nunca foi tão atual.

     

    Mais nesta categoria: « Entra mês, sai mês...

    Encontre-nos

    Edição atual

    jd113 capa

    © 2019 Jornal DAQUI - Todos os direitos reservados.